fbpx
Regras Para Utilização de Bicicletas Elétricas
24 de setembro de 2019
Como Funciona a Bicicleta Elétrica
9 de outubro de 2019

8 Dicas Para Andar de Bicicleta Com Segurança

Seja por causa do trânsito caótico, que atrapalha a sua ida ao trabalho ou a outros compromissos, seja por questões de saúde, seja por questões ambientais, com certeza, em algum momento, você já cogitou comprar uma bicicleta.

O uso das bicicletas como meio de transporte alternativo é cada vez mais comum, o Brasil tem hoje 70 milhões de unidades do modelo tradicional e aproximadamente 800 mil do modelo elétrico, segundo a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares). Elas contribuem com diminuição de automóveis nas ruas, redução da poluição e ajudam a população a ter uma vida saudável.

Ainda são muitos os inconvenientes para que as pessoas se aventurem, como por exemplo, a falta de estrutura para ciclistas nas grandes cidades, a geografia de muitas regiões, com seus terrenos acidentados e o clima quente que exige uma dose extra de esforço físico.

Mas se você venceu todos esses desafios e decidiu comprar uma bicicleta pra chamar de sua, anota essas dicas de segurança e não corra riscos desnecessários!

1 – Capriche na iluminação.

Você pode achar uma besteira ter isso como item de segurança, mas uma boa iluminação é primordial em uma bicicleta. As faixas refletivas que são obrigadas por lei a vir com as bicicletas, não ajudam muito.

O motorista precisa ter um tempo de reação, por isso as luzes devem piscar para chamar mais a atenção. Na frente ela deve ser branca e atrás vermelha, para que o motorista saiba se você está indo ou vindo.

2 – Use capacete, luva e óculos.

Não são itens obrigatórios por lei e muito menos imprescindíveis, mas para aumentar a sua segurança (principalmente se você for um iniciante, sem equilíbrio), é sempre bom ter um capacete na hora da queda. As luvas podem evitar que uma mão suada escorregue ou numa queda você rale a mão toda. Já os óculos, vão te ajudar a ter uma visão melhor e evitar que pequenas partículas ou poeira entrem no seu olho e atrapalhem a sua visão.

Lembrando que esses equipamentos não irão te proteger dos carros, então pedale com cuidado.

3 – Contramão jamais.

Isso é uma coisa que nem deveria ser ensinada, pelo simples fato de que está na lei:

Art. 58 – CTB “Nas vias urbanas e rurais (estradas e rodovias), a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos da pista de rolamento, no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores”.

Mas, se você acha que ok as vezes infringir a lei, saiba que pedestres quando vão atravessar a rua só olham para o sentido de onde vêm os carros e os motoristas quando saem de vagas ou estacionamentos também não olham pro sentido contrário do fluxo. Quando o motorista estaciona, ele não olha pra frente, ele olha no retrovisor pra ver se pode abrir a porta.

Quando você está na contramão a velocidade de aproximação é muito maior, se somada a velocidade do veículo, o tempo de reação do motorista é bem menor e a pancada vai ser feia. Por isso, não se arrisque!

4 – Fique longe das portas

Esteja sempre atento. A maioria dos motoristas quando vai descer do carro olha no retrovisor esperando ver o volume de um carro antes de abrir a porta e acaba não vendo uma bike se aproximando. As vezes a bicicleta acaba entrando no ponto cego do retrovisor ou o motorista só está distraído mesmo.

Por isso fique atento a movimentação de veículos, se mantenha a aproximadamente um metro dos carros estacionados e de preferência ocupe a faixa seguinte.

5 – Não tão a direita

O ideal é andar sempre nas ciclovias e ciclofaixas, mas a gente sabe que nem sempre é possível. Nesses casos, é recomendado andar na pista da direita, destinada a veículos mais lentos. Porém, não se posicione muito no canto, porque os motoristas vão querer dividir a pista com você, ai você pode se desequilibrar com o sustou ou até mesmo sofrer um esbarrão.

O Código de Trânsito OBRIGA os motoristas a manterem 1,5 m do ciclista, mas muitos não sabem disso, não entendem ou simplesmente ignoram. Então, pra evitar problemas, se mantenha em pelo menos um terço da faixa, assim não tem como o motorista dividir pista e você pode desviar de buracos e bocas de lobo no acostamento.

6 – Sinalize sempre

Não tem como alguém prever o seu movimento, seja pedestre, motorista ou outro ciclista. Por isso é muito importante sinalizar as suas intenções.

Use sempre as mãos e braços, peça passagem, dê passagem, sinalize com a mão esquerda a 90º quando for virar à esquerda ou com a direita se for pra direita. Quando for seguir em frente em um local onde os carros costumam virar, faça um sinal com a mão à 45º, pedindo para o motorista aguardar, e em todos os casos espere a reação do motorista, pra não se machucar.

7 – Deixe a calçada para o pedestre.

Mais um dos itens que nem deviam constar em qualquer lista de dicas, pelo simples fato de estarem na Lei de trânsito, mas é bom sempre lembrar. Calçada é para pedestre, as pessoas estão de costas pra você e podem não ver a sua aproximação, uma criança pode sair correndo de uma casa, um carro pode sair da garagem e te acertar, são vários motivos.

Porém, se não houver outra escolha, desça da bicicleta e siga empurrando sua magrela. Inclusive, motociclista consciente também faz isso, porque está no Art. 68, §1º), a regra é clara!

8 – Educação sempre

Não é porque você é protegido por uma lei que fala que o veículo maior é responsável pelo menor, que isso te faz o rei do asfalto. A maioria dos motoristas te enxerga como um obstáculo a ser ultrapassado, e sair por ai sendo mal educado e folgado só vai piorar.

Na contramão disso, um pedido de licença, seguido por um sorriso e um agradecimento, pode desmontar até o motorista mais mal-humorado. Então tente se manter nas regras, seja educado, use capacete e não esqueça o filtro solar.

Na Bike Brasileira você encontra várias opções de bicicletas elétricas, com elas você pode sentir o prazer de pedalar e ainda economizar energia nas subidas. Faça uma visita ao nosso site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *